BEM VINDOS AO BLOG KLB ECLIPSE NO OLHAR



quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

KIKO EM MATERIA PARA O SITE EGO

Kiko, do KLB, nega que esteja com câncer: ‘É uma irresponsabilidade’

Cantor falou sobre boatos, dieta e de seu engajamento em campanhas sociais, como a que faz com o Hospital do Cancer, em Barretos.



Kiko: 40kg mais magro e ironias para quem inventa boatos (Foto: Divulgação)



Há seis anos, quando subiu na balança e viu o seu peso bater os 140kg, Kiko, o guitarrista da banda KLB, resolveu fazer dieta e chegar mais próximo do seu peso. O que ele não sabia é que tanto depois e 40 quilos a menos, ele ainda teria que dar satisfação sobre sua redução de peso e responder a boatos que associam seu novo visual a uma possível doença. O mais recente deles aponta que ele teria câncer no pâncreas e, por causa disso, estaria gravando um DVD em prol do Hospital do Câncer de Barretos.



“Quando vi essa nota, eu até ri. Tenho mesmo que fazer um monte de exame porque devo estar com alguma doença que nem eu estou sabendo. Mas depois você fica com raiva. Câncer é uma doença muito séria para o cara pegar isso e jogar assim. Mesmo que fosse verdade. É uma irresponsabilidade”, disse ele em entrevista ao EGO.



Kiko contou ainda que realiza trabalhos voltados para o Hospital do Câncer de Barretos, há pelo menos 11 anos, e que a gravação do DVD foi só mais um deles.



Kiko, do KLB, antes e depois: 40kg a menos

(Foto: Divulgação/Divulgação)Dieta

“Trabalho com o hospital há 11 anos. Fora os anos que meu pai trabalha no local, levando outros artistas que empresaria”, contou.



O músico falou ainda sobre o processo que o levou a emagrecer e a exibir o corpo bem mais enxuto.



“Tenho 2,02m, e sou naturalmente pesado. Meu peso sempre foi em torno dos 120kg, mas quando bati nos 140kg, me senti pesado demais, e resolvi emagrecer”, diz ele que sempre teve rotina de atleta e é faixa preta taekwondo.



A dieta associada a exercícios físicos eliminaram 40kg ao longo de seis anos.



“Cara, foram seis anos para perder esse peso todo. Acho que está bom, não? Não foi de uma hora para outra(risos). Vou convidar esse cara que escreveu que estou com câncer para uma corrida em torno da Lagoa Rodrigo de Freitas. Vamos ver quem é que está doente”, disse fazendo piada.



Kiko também falou sobre algumas fãs que reclamaram dizendo que preferiam ele mais cheinho.



“Olha, tem gente que diz que preferia gordinho, gente que prefere mais magrinho. Mas o importante é eu estar me sentindo bem. E isso eu estou demais”, diz.

domingo, 13 de novembro de 2011

A BAND FM “VAI” TRANSFORMAR A SUA CASA EM CINEMA!


Só a Band FM tem duzentos Kits KLB Band FM pra sortear pra você!!
O Kit é incrível tem CD do KLB com quinze músicas inéditas, DVD com dois clipes e dois óculos em 3D!!
E todo mundo que se inscrever, concorre também a uma super TV pra colocar aí, na sua casa!

42 polegadas, LED e de última geração, 3D!!!!

Não perca tempo, se inscreva 0800 50 1313 ou mensagem de texto para 72250!
Só a Band FM tem a TV dos seus sonhos, 42 polegas, LED e 3D!!
fonte: www.bandfm.com.br

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

KLB volta após 2 anos de hiato: ''Começar do zero às vezes é melhor'', diz Bruno

Trio de irmãos celebra 11 anos de carreira com projeto audacioso em 3D e novo single, Vai
2956klb 3d

KLB retorna com projeto audacioso


Foram dois anos longe da música, mas o retorno do KLB não poderia ser de melhor forma: com DVD gravado em formato 3D (algo inédito no Brasil) e um single novo, Vai, em alta rotação nas rádio brasileiras. Prestes a viajar o país com esse projeto inusitado, os irmãos Kiko, Leandro e Bruno conversaram com CONTIGO! ONLINE e deram detalhes dessa nova empreitada do trio, que “começa do zero”, apesar de sua trajetória de 11 anos na música brasileira.
“Foram dois anos parados, mas não foi nada de término. Demos um tempo na carreira, tínhamos outros projetos na vida, mas sem deixar a carreira musical de lado”, explica Bruno. “A gente considera uma nova fase, começar do zero às vezes é melhor.”
Mesmo sendo uma espécie de recomeço, Leandro revela que o estilo do KLB, um pop romântico, continua o mesmo e quem ganha nessa nova etapa do trio são os fãs, que agora poderão acompanhá-los com uma tecnologia totalmente inovadora no país. “Nossa essência continua a mesma, como sempre foi em 11 anos”, afirma Leandro. “Quando você faz aqui faz aquilo que gosta sente falta de estar em contato com o público. Essa pausa foi muito boa. É bom apagar o fogo um pouco e voltar com mais lenha. Acho que vamos poder nos curtir bastante agora.”
O CD, que deve chegar às lojas até o final do mês de outubro, trará 15 faixas, sendo uma delas a regravação do primeiro single do KLB, A Dor Desse Amor. Além disso, ainda terá um DVD com dois clipes em 3D. “O legal disso daí é que junto com o DVD também vão vir dois óculos 3D para poder assistir no computador e em mídias menores. São poucos que possuem uma TV 3D em casa”, conta Bruno.
Carreira política e namoro à distância
Além da carreira musical, Leandro terá que conciliar a nova fase do KLB com a política, já que assumirá vaga de suplente como deputado estadual. “Dá pra levar as duas em paralelo. A carreira política eu faço para ajudar as pessoas mesmo, com o poder legislativo. Shows e televisões são de fim de semana, não atrapalha em nada”, diz Leandro.
Outro desafio para Leandro é manter o namoro à distância com Natália Guimarães, Miss Brasil 2007. “Ela sempre vem para São Paulo e eu vou bastante para Minas [Natália mora em Belo Horizonte]. Acho que isso nunca vai ser problema, não tem empecilho nenhum. Um entende a carreira do outro”, explica o músico.
Juntos há 3 anos e meio, Leandro e Natália Guimarães pensam em se casar, como qualquer casal, mas ainda precisam “amadurecer a ideia”. “Pode ser que venha daqui um tempo, será natural”.

FONTE: www.contigo.abril.com.br

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Depois de investida na política, KLB anuncia retorno com lançamento em 3D

KLB - os irmãos Bruno, Leandro e Kiko estão de volta com KLB 3D.

O KLB está de volta. O trio formado pelos irmãos Kiko (guitarra e voz), Leandro (voz e bateria) e Bruno (baixo e voz) lançou no início deste mês o single Vai. A faixa mantém a sonoridade pop romântica característica que conquistou os fãs do grupo e faz parte do novo trabalho, KLB 3D. Como o nome já sugere, o disco traz um DVD com dois clipes gravados no formato 3D.

O novo álbum terá 15 faixas – sendo 14 inéditas e uma regravação para o antigo hit A dor desse amor, que desta vez aparece em uma nova versão - com letra dividida nos idiomas inglês e espanhol. Os clipes das músicas Quando O Amanhã Chegar e A Dor Desse Amor estão disponíveis em 3D, e segundo Kiko, a produção do grupo está trabalhando em estender o formato em três dimensões aos shows. "Estamos voltando e a coisa do 3D é um diferencial legal para marcar esse retorno", afirmou o músico ao Virgula Música
Ausentes do mundo musical desde 2009, os integrantes da banda resolveram dar uma pausa para se dedicar à política, investindo na bandeira contra a pedofilia. Os irmãos são membros da CPI da Pedofilia desde que ela foi instaurada, há quatro anos. "Sempre defendemos a questão da família, então seria natural combater algo que atinge tanta gente no Brasil".

Opa, se a questão é defender a família, então o que o KLB acha da questão da homossexualidade, considerada por muitos religiosos como uma afronta aos padrões familiares? "A homofobia é péssima, assim como qualquer tipo de discriminação. Tem que existir respeito, acho que cada um deve fazer e seguir no que acredita. Mas também acho necessário realizar um trabalho de conscientização correto, sem fazer uso de apologias", disse Kiko, em clara referência ao polêmico Kit Anti-homofobia do MEC, que foi considerado impróprio pelos parlamentares.
Em 2010, Kiko e Leandro se lançaram pelo partido DEM como candidatos a deputado pelo estado de São Paulo, mas não conseguiram se eleger. Porém, como suplente do partido, Leandro agora ocupará a vaga de deputado estadual, na Assembléia Legislativa de São Paulo, deixada por Bruno Covas (PSDB), que foi nomeado secretário de Meio Ambiente pelo governador Geraldo Alckmin.
Mesmo que a política tenha assumido o foco das atenções do grupo nos últimos tempos, Kiko diz que essa inclinação não terá influência no trabalho do grupo. "São coisas bem diferentes, o KLB é uma banda de músicas românticas. Claro que esse nosso envolvimento com a política nos proporcionou um amadurecimento pessoal, mas essa parte da política não se estende à nossa música ou letras", garante. 
"Sabemos bem como separar as coisas. Se fosse assim, nós ouvimos muitas coisas diferentes do que fazemos, como Beatles, Aerosmith, Guns 'N' Roses, Rolling Stones, hip hop moderno. Tem dia que estou ouvindo Julio Iglesias, tem dia que escuto Rage Against The Machine. E isso não influi diretamente no nosso som, que é mais pro pop romântico", explica Kiko.

FONTE: www.virgula.uol.com.br

terça-feira, 18 de outubro de 2011